Categoria de Arquivos

Ressonâncias das XXV  Jornadas da EOL

Celeste Viñal (EOL-AMP) As XXV jornadas anuais da EOL foram se convertendo, pouco a pouco durante o ano que levou a sua preparação, em um verdadeiro acontecimento que culminou nos dias 28 e 29 de outubro em Buenos Aires. Desde a escolha de seu título estávamos advertidos dos desafios que o tema nos propunha como […]

Editorial Lacan XXI nº3

Miquel Bassols Presidente da Associação Mundial de Psicanálise A família nos fala. Então nada melhor que fazer da família o tema do próximo ENAPOL, o oitavo dos Encontros organizado pela Federação Americana de Psicanálise de Orientação Lacaniana (FAPOL).  A família, com seus assuntos e seus segredos, seus enredos e seus sintomas, seus encontros e desencontros, […]

A criança entre a mulher e a mãe1*

JACQUES-ALAIN MILLER Escolhido por François Ansermet em uma lista em que eu desdobrava uma variedade diante dele, a partir de uma de suas sugestões, no decurso de uma entrevista, mais uma2 que seu entusiasmo sabe suscitar, o título deste Colóquio justifica-se no Seminário 4 de Lacan, cujo título se destaca na sequência dos ditos seminários, […]

Efeitos de ensino-IX Jornadas da Nel: Violências e Paixões. Seus tratamentos na experiência clínica

Mayra Hanze (NEL-AMP) A abertura realizada por Angelina Harari encerra-se com uma referência a propósito do habeas corpus* do Rio a Guayaquil, trata-se de uma paixão sem Outro dirá ela nesta ocasião, ao lembrar-nos da “Paixão segundo GH”, da escritora brasileira Clarice Lispector, utilizando uma narrativa que se torna ato, na qual cada palavra está […]

Ressonâncias do XXI Encontro da EBP  – “Adolescência, a idade do desejo”: Um saldo de saber

Lucila Maiorino Darrigo (EBP-AMP) Gostaria de começar esta reflexão, retomando a ideia de que a Escola é um sujeito e, por isso, o ato de colocar os significantes que a determinam tem valor de interpretação1. Quando paramos para pensar nas ressonâncias de um Encontro da Escola a partir de um saldo de saber, é inevitável […]

Pais tóxicos, filhos intoxicados

Elvira Dianno (EOL-AMP) Falar a língua do Outro, sim, mas para dizer o que o Outro não quer escutar. Jacques-Alain Miller1 Atribui-se a Susan Foward, psicóloga norte-americana, a expressão país tóxicos que marca seus best-sellers: “Pais que odeiam” (1989 USA), e “Pais tóxicos: superando o seu legado ferido e reclamando sua vida” (1990 USA). A […]

Psicanálise e Universidade… ainda

Sérgio Laia1* (EBP-AMP)   A criação da Rede Universitária Americana (RUA) no âmbito da Fundação Americana de Psicanálise de Orientação Lacaniana (FAPOL) convida-nos a renovar as conexões e disjunções entre Psicanálise e Universidade. Afinal, se nos pautarmos por dados biográficos de Freud e mesmo pelo que nos lega, por exemplo, no texto “Contribuição à história […]

O tóxico pai e a resposta freudiana

Carlos Márquez (NEL) Já para 1948 “Admirável mundo novo”, publicado dezesseis anos antes, era um acontecimento literário. Não é de estranhar que George Orwell fizesse chegar a seu autor, Aldous Huxley, um exemplar de seu romance “1984”, recém publicado. Huxley respondeu-lhe com uma carta como gérmen de uma discussão que apresenta certo interesse para nós, […]

Famílias Tóxicas

Lilany Pacheco (EBP-AMP) Assuntos de família em psicanálise A família presente nos romances familiares daqueles que se dirigem aos psicanalistas não se construiu somente pelas proximidades sanguíneas ou laços de parentesco, mas através das coisas da linguagem, tanto em sua forma estruturada, quanto nos murmúrios e balbucios dos tempos em que  a lalíngua servia ao […]